Mudança Radical! – Carla Ferreira

Oi, gente! Voltando com a história da Carla Ferreira, que encheu meu olho de lágrimas depois de ler isso:

“Meu cabelo sempre foi cacheado e super cheio. Lembro que ficava horas entre as pernas da minha avó materna para ela trançar ele todinho… Mas quando tinha uns 9 anos a minha avó paterna me levou para passar a famosa “pasta”, e cortou meu cabelo chanel (até hoje não entendi o por quê dela ter feito isto). Daí por diante comecei a passar henê, e com isto fiquei até 2010. Sem estar satisfeita, no início de 2010, parei com o henê, e após 3 meses cortei toda a parte alisada, relaxei o cabelo e pus implante (outra besteira que fiz). Bom, com o implante, fiquei 5 meses e relaxei com bigudin, pois já queria meu cabelo cacheado, mas me diziam que meu cabelo não cachearia mais.
Com o tempo, percebi que meu cabelo só ficava cheio se eu não o relaxasse, além de passar a mão por dentro dele e sentir os cachinhos, continuei com o relaxamento. Relaxei a última vez em Novembro de 2011, e em Julho de 2012, cortei toda a parte relaxada, ficando com praticamente 5 cm e fui a luta, procurei saber como se cuidava de cabelos crespos, produtos, técnicas, tudo. Lia tudo o que passava na minha frente, até poder discernir o certo do mito.
E fui a luta…
Desde julho do ano passado larguei tudo… E confesso que demorei a notar que o que achava lindo nas outras crespas eu tinha naturalmente, que eram os cachinhos pequenininhos. O movimento negro tem tomado uma proporção enorme e isto é muito importante, assumir quem somos. Estou mais feliz do que em qualquer momento, assumir meu cabelo foi uma decisão árdua, pois até hoje sofro represálias da minha própria família. “Cabelo duro”, “cabelo horrível”, “vai alisar isto”, e por aí vai… Isto não me atinge cara, é só eu me olhar no espelho e ver quem sou e o que me tornei e como eu cresci com a simples decisão de permitir ser eu mesma de corpo, alma e crespo.
Obrigada Blacks Bárbaros por deixar eu expressar o que realmente sinto sobre um assunto tão delicado.. Amo a página de vocês.

Carla Ferreira.”

Vou falar pra vocês: Já li e reli o depoimento da Carla mais de quatro vezes hoje. Estou tão encantada, tão emocionada!
Não é só pelo fato de ela agradecer ao blog. E sim porque hoje ela entende exatamente o que eu digo em quase toda postagem, aqui, pra vocês: SE CONHEÇAM!
O nosso cabelo não tem nada de errado, o nosso cabelo não é feio. O cabelo crespo foi e é reprimido até hoje, mas pessoas como a Carla Ferreira e como vocês estão mudando essa realidade. Mais do que ser considerado como “estiloso”, nosso cabelo crespo é apenas cabelo, e deve ser tão respeitado e considerado como o cabelo liso. O dia em que eu ver isso acontecer, aí sim eu vou poder dizer que o preconceito está começando (vejam, começando) a ser dizimado. Por enquanto, falem com propriedade dos seus cabelos, mostrem a quem for preciso que vocês cuidam porque amam o que nasce na cabeça!

Sem mais delongas, olha só o antes e o depois:

Carla1

Carla2

Não sei se vocês concordam comigo, mas uma das coisas que me deixa mais maravilhada no cabelo crespo é a diversidade. Só nessa coluna já vi alguns cabelos crespos e nenhum é, pelo menos, parecido com o outro.

Vamos brindar a maravilha de sermos únicos!

Um obrigada espacialíssimo à Carla Ferreira, à todos os 1.800 likes na fanpage, e à todos os visitantes que nunca entraram em contato (esperando ansiosa!), e à Salisa Barbosa, que assina o Moda.Música.Cultura , e que foi a primeira pessoa a dizer pra mim: “você PRECISA ter um blog!”. Sista, olha o que você arranjou! Obrigada! ❤

To EUA, Switzerland, France, Germany, Spain, Canada: I follow your views on blog! Where are you to speak with me? Lets make contact! I would Love to know you all! Thank you for visiting almost everyday!

Para Moçambique, Angola, Portugal e São Tomé e Príncipe: Falamos a mesma língua e nunca vi ninguém comentando por aqui… apareçam! Vejo visualizações de vocês quase todos os dias, se apresentem!

É isso, gente… senão eu vou chorar!
Todo o carinho,
Babi

Anúncios

23 comentários Adicione o seu

  1. Susi disse:

    Amei! E cada vez me convenço mais que devo assumir o que realmente sou. Assumir minhas raízes! São depoimentos como esses que me dão forças. Tenho certeza que se não fosse tantas histórias tão parecidas com a minha, não teria forças o suficiente para a transição.

    1. Isso, Susi!

      Força, que você consegue! Estamos aqui!

  2. Manuela Gomes disse:

    Lindonaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!! uhuuuuuuuuuuuuu
    Linda demais, Carla, super parabéns pra vc.
    Bjsssssss

  3. Obrigada Manu e Susi.. e é Claro bárbaros black… por me dar voz…

    1. Mais uma vez: OBRIGADA À VOCÊ!

      Super beijo!

  4. Neyde Malate disse:

    eu sou mocambicana e aqui é normal ver adolescentes, criancas com quimica e usa-se quimica muito forte. infelizmente eu comecei a aplicar quimica cm 15 anos, e minha mae sempre foi contra mas pk tdas mnhas amigas tinham os cabelos lisos com quimica eu amava e tambem pk minha irma e minha mae praticamente todas mulhees da minha familia excluindo as criancas tinham quimica, eu decidi colocar. nos primeiros meses ficava lindo, mas depois tive k cortar pk ficou danificado, e um dia desses estava navegadno na net e vi varias meninas americanas e brasileiras falando da transicao k qdo dei por mim ja estava passando por ela, agora estou com 5 meses e estou amando, uso muito as trancas, aki usa-se muito. mas o preconceito é grande é muito, mas nao estou nem ai, kero me sentir bem e ja estava cansada de fritar minha cabeca de tanta quimica, aff.. mas agradexo a blogs e varios sites k comcerteza me ajudam e me ajudaram.. Neyde Malate

    1. Oi, Neide!

      Que honra ter você por aqui! E que honra saber que você anda inspirando muitas meninas moçambicanas! Que máximo manter contato com vocês!

      Já que você está em transição há 5 meses, porque você não manda sua foto de antes e depois pra gente? Vou adorar ver você dando pinta aqui no blog! Super Beijo!

  5. Sabrina disse:

    Olá meninas, meu nome é Sabrina, tô com uma enorme dúvida. Uso aplique liso no meu cabelo na cintura, adoro ele assim, mas sempre me vem essa incerteza, será que combina comigo o estio black? Me ajudem…

    1. Claro que consegue!

      Faz o seguinte: tenta deixar pelo menos uns dois centímetros do seu cabelo crescer, pra vc ver como ele nasce, como ele se comporta. Se vc não se der oportunidade, vc nunca vai conhecer seu cabelo!

      Super beijo!
      Babi

  6. Neyde Malate disse:

    ok black, como faxo para enviar as fotos.

    1. OI, Neide!

      Envia as fotos pra facebook.com/blacksbarbaros, na nossa fanpage!

      Super beijo!

  7. iura pinto disse:

    oi!adorei o blog.nasci em Sao Tome e Principe,hoje em dia vivo em Portugal.fiz quimica muito cedo,desde dos meus 13 anos,mais agora decidi mudar radicalmente,desde Fevereiro desde ano eu mesmo cortei a minha quimica toda e estou a deixar crescer natural.gostaria saber de produtos para usar no meu cabelo afro natural,aqui em Portugal é todo tão diferente e tenho feito muita pesquisa na internet sobre o assunto,dai encontrei esse blog muito bom.adorei.Tenho tido muito apoio,dos meus pais,amigos do peito e de alguns familiares.

    1. Oi, Iura!

      Nossa, mais uma de Portugal com origem africana! Falei com uma outra menina ontem. Fico tão feliz por vocês estarem acompanhando [e gostando] do blog por aí! Acho mesmo que podemos trocar informações. Que produtos vocês costumam utilizar por aí? Não sei se os produtos que eu uso estão disponíveis em outros países. Você me informa, pra ver se eu conheço?

      E outra: manda foto do seu antes e do seu depois, pra você aparecer aqui pelo blog! Você seria a primeira estrangeira na nossa coluna! O que você acha? Seria um honra pra mim!

      Super beijoooo!
      Babi

      1. Maaires Pinto disse:

        oi babi…de tanta pequisa que fiz,encontrei um produto da capicilin (umidificador de cachos),mas entretanto vi mais quando vi o seu blog maravilhoso.aqui em Portugal vendem muitos produtos,mesmo vindo do Brasil e USA,encontrei outros graças ao seu blog,outros blogs parecidos ao seu e a pagina do facebook.e como faço para enviar a minha foto?

      2. OI, Maires!
        Nossa, que bom ouvir isso! Tenho falado com muitas meninas aí de Portugal. Nossa, tô muito emocionada! De verdade! Que bom que vocês estão gostando. O blog é uma ótima maneira de a gente se comunicar!

        Manda suas fotos pra Fanpage do facebook, por mensagem, ok?
        Você vem pro blog na horaaaaa!

  8. Maaires Pinto disse:

    eu sou a iura pinto.beijão grande

  9. Maaires Pinto disse:

    já agora babi,tenho filhas das minha prima que também usam cabelo afro,teem 3 anos,1 ano e 10 anos,gostaria de saber se existem produtos para cabelos afros das crianças.beijo,iura pinto

    1. Iura, o cabelo dos blackinhos pode ser tratado com os mesmos produtos. E como elas são pequenininhas, nada de química, ok?

      Beijo!

  10. Maaires Pinto disse:

    obrigada babi…estou no blog…mas pode dar-me dicas de alguns produtos que eu possa usar.beijo iura pinto

    1. Queridona, Olha nossa sessão de experimentos. Tem um monte de coisa legal por lá!

      Beijos e obrigada por participar!

  11. iura disse:

    obrigada babi.beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s